Uma carta quando

Senti saudades suas. Estive afastada muito tempo, eu sei. Tanto tempo que as desculpas deram lugar aos planos que nunca se realizam. Sabe que uma vez li no Tarot um talvez, no futuro, que me agradou muito na época. Hoje percebo a sabedoria da carta e a simplicidade da minha ignorância. Mas mesmo agora, reluto. Escrevo à lápis, em traços leves, quase indecifráveis à meia luz, para não marcar esse momento com a firmeza que lhe é devida. Para não ser definitivo.

Muitas das vezes em que te encontrei foram horas difíceis, de desespero ou desconsolo. Nesses encontros sempre me via amarga, desiludida. Temia que você fosse a minha maior fraqueza travestida de saída. Mas tenha paciência comigo, amiga querida, eu sei que o único caminho para fora é dentro. Por isso estou aqui agora. Não quero prometer e jurar nada. Vim só te fazer essa pequena visita.

Quando não estou aqui, sinto tua falta.